Língua:

Blog

Após análise da CSF, Palau proibirá a pesca de pepino-do-mar

sea cucumber csf

Após o primeiro curso da CSFem 2014 em Palau, na Micronésia, a aluna Tiare Holm chamou a atenção da CSF para a pesca de pepino-do-mar que ocorreu em 2011 em uma das comunidades pesqueiras de Palau, chamada Ngardmau. Após a pesca em 2011, a população de pepino-do-mar de Ngardmau foi dizimada. A comunidade ganhou lucros modestos, e a pesca foi totalmente destruída pela presença de compradores estrangeiros na região. Tiare queria mostrar à sua comunidade o que eles perderam com a pesca não-sustentável do pepino-do-mar.Seu objetivo era fazer com que a comunidade se envolvesse no desenvolvimento de uma estratégia da colheita capaz de gerar benefícios de longo-prazo e promover a gestão sustentável.

Depois de procurar ajuda da CSF e entender a economia por trás da devastação, a pequena comunidade de pescadores começou a tomar medidas para assegurar uma pesca sustentável para os próximos anos. Estamos felizes em anunciar que, em colaboração com o governador de Ngardmau, a pesca de pepino-do-mar será proibida nos próximos 10 anos a fim de permitir a recuperação da população de pepino-do-mar na região. Os resultados da análise da CSF, em conjuto com os estudos da Tiare e de sua organização e com a Diretoria de Conservação de Ngardmau, foram fundamentais para ajudar a comunidade a tomar essa decisão. Os resultados têm sido defendidos pelo representante da Câmara de Palau, Lee Otobed, que solicitou que o trabalho seja escrito em um formato a ser compartilhado com os outros agentes interessados no governo, incluindo o presidente de Palaua.

A análise da CSF demonstrou que ao adotar a pesca sustentável, a comunidade de Ngardmau é capaz de garantir uma situação rentável para os próximos 20 anos (significativamente mais do que eles conseguiram obter em 2011). Ao longo dos próximos 10 anos, enquanto a pesca comercial estiver completamente proibida, Ngardmau irá estudar e desenvolver um plano de como maximizar seus lucros, mantendo seus oceanos saudáveis e garantindo que as próximas gerações tenham acesso a esses recursos.

Os resultados também mudaram a mentalidade da comunidade; o que era visto inicialmente como uma coisa boa (os lucros que obtiveram em 2011) é visto agora como uma oportunidade que foi perdida. Embora a vida marinha precise de um tempo para se recuperar, a lição aprendida é valiosa e relevante para a conservação de outras espécies, principalmente com o aumento da influência (e pressão) chinesa em Palau. O governo de Ngardmau apoia a CSF e o compartilhamento desses resultados com uma maior audiência, inclusive com partes interessadas no exterior. O objetivo é divulgar e impedir que situações, como a que ocorreu em Palau em 2011, não se repitam.